O candidato que mais falou sobre o tema foi Ciro Gomes (PDT), com 79 publicações, 23 a mais que Lula (PT), que, com 48 posts, é o segundo lugar. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

BLOG DO SYLVIO

SYLVIO COSTA

29.09.2022

A Frente Parlamentar Mista de Educação (FPME) encomendou, com exclusividade, o estudo Relatório Brasil – Edição Educação, sobre a forma que os presidenciáveis tratam do tema Educação nas redes sociais e a repercussão que o conteúdo gera. O estudo foi produzido pela DSC LAB, agência de comunicação digital, e soma postagens e interações feitas desde o início da campanha, em 16 de agosto, até o último domingo

Foram analisadas 36.957 publicações no Facebook, Instagram e Twitter desde o início da campanha, em 16 de agosto, tanto em postagens feitas pelos candidatos em seus canais quanto em perfis de veículos que citam os políticos e tratam do tema. Ao todo, as publicações geraram quase 380 milhões de interações (entre curtidas, compartilhamentos e comentários). Sobre o tema, foram 178 postagens de um total de 4.075, que leva a um percentual de 3,78%.

“Os candidatos não parecem ter uma forma sistematizada de explicar ao eleitor qual sua visão sobre o que pretende fazer pela educação nos próximos quatro anos. Pelo menos não nas redes sociais. As publicações, em regra, tinham mais a ver com agendas e, em grande parte, traziam feitos do passado, incluindo depoimentos e números”, explica Tiago Falqueiro, diretor do DSC LAB e responsável pelo estudo.

O candidato que mais falou sobre o tema foi Ciro Gomes (PDT), com 79 publicações, 23 a mais que Lula (PT), que, com 48 posts, é o segundo lugar. Simone Tebet (MDB) vem em terceiro, com 39, e Bolsonaro (PL) tem 12.

Quando se leva em conta a quantidade total de postagens feitas por cada candidato, Ciro, Simone e Lula ficam acima ou na média (3,6%), com 4,51%, 4,68% e 3,6%, respectivamente. Já Bolsonaro, com 1,55%, fica abaixo.
Quando olhamos para a repercussão das publicações que tratam da educação, o engajamento cai entre os seguidores de Bolsonaro (64%) e Ciro Gomes (70%). O oposto foi verificado nas redes de Lula (107%) e Simone (106%).

Mídia
Quando são analisados os 31.932 posts feitos pelos veículos de comunicação que relacionam os candidatos e o tema, o que foi mais citado é Lula, com 60 publicações em um total de 11.593 (0,52%). A frequência é maior, proporcionalmente, com Simone Tebet, com 21 postagens de 2.773 (0,76%). Bolsonaro teve 38 ocorrências de 12.615 (0,3%); e Ciro 25 de 4.951 (0,5%).

O post da mídia que gerou mais interações ocorreu no Instagram e tratou do discurso do presidente nas comemorações do 7 de Setembro em Brasília. Mas a fala destacada é de Lula, que comentou: “Ninguém quer se Bolsonaro é brocha ou não é brocha. Não é problema nosso. A gente quer saber se vai ter emprego, se vai ter salário, se vai ter educação”, disse.

SYLVIO COSTA Fundador do Congresso em Foco. Mestre em Comunicações pela Universidade de Westminster, na Inglaterra. Trabalhou como jornalista em veículos como Folha, IstoÉ, Correio Braziliense, Zero Hora e Gazeta Mercantil, entre outros, exercendo as funções de repórter, editor e chefe de reportagem. Ganhou 12 prêmios de jornalismo.
sylvio@congressoemfoco.com.br

Fonte: Congresso em Foco

blog

Com estratégia de imprensa e RelGov, DSC Lab coloca cliente nas principais manchetes e gera impacto positivo para educação no Brasil

09/11/2022

Com estratégia de imprensa e RelGov, DSC Lab coloca cliente nas principais manchetes e gera impacto positivo para educação no Brasil

redes@descompli.ca |

+55 (61) 99870-1525 / 3262-0446

Edifício Easy Rua das Pitangueiras, lt. 5/6 - Águas Claras, Brasília - DF, 71908-540

Atendimento: 9H às 18H - Segunda a Sexta

Fale Conosco