Dicas e exercícios físicos em casa

Se manter ativo em casa, na quarentena, é mais fácil do se imagina. Que o diga Luís “Ruivo” Teixeira, um dos sócios proprietários da marca brasiliense de aparelhos fitness Pood. A conversa foi ao ar no dia 7 de abril, no canal da @agdescomplica, no instagram e pode ser conferido no Youtube da agência. 

A Pood Fitness é uma empresa de equipamentos esportivos, direcionada e posicionada, sobretudo no ramo de crossfit. Já são sete anos no mercado e inicialmente, a empresa apenas importava o material dos Estados Unidos. Depois que adquiriram experiência no mercado, passaram a desenvolver uma marca própria. “Essa marca inicialmente era de equipamentos pesados, da linha de crossfit e com o tempo, agregamos equipamentos mais leves, voltados para o funcional. Elásticos de resistência, suportes pessoais, tensores. Hoje estamos com um portfólio bem completo para treinos individuais nas casas das pessoas ou nas academias”, explicou Ruivo. 

E as soluções oferecidas para treinos versáteis e em casa são muitas. Um dado interessante, observado pelo empresário, foi a busca muito rápida, assim que foi decretada a pandemia, por determinados equipamentos da marca. “De fato, a reação do mercado e das pessoas ativas foi bem imediata. Como os decretos indicavam datas, havia previsibilidade de que a quarentena fosse ser mais longa. Isso fez com que, especialmente aqui no Distrito Federal, a busca por equipamentos para treinos em casa ocorresse de forma quase que imediata. Percebemos um perfil de compra direcionado para soluções de home gym, com equipamentos pequenos, de baixo custo. O padrão de equipamentos pesados que era forte antes, como sacos e anilhas, foi rapidamente mudado para elástico, pesos leves”, observou. 

Essa mudança de padrão mostrou que as pessoas pretendem respeitar o confinamento, mas se manterem ativos. “Quando nos demos conta disso, buscamos profissionais especializados para nos auxiliar na orientação e soluções para montar kits para serem ativados dentro de casa. O que recomendamos para este período são soluções que não vão te deixar parado, mas que vão te motivar, como um elástico, um peso leve, para fazer exercícios diários, sem comprometer a imunidade. Afinal, um corpo ativo faz bem para cabeça também”, explica.

“Percebemos justamente o crescimento na demanda de pessoas sedentárias. Como não havia mais desculpa de falta de tempo, fomos procurados para dar orientação. Crio que o confinamento provocou mais os sedentários. As pessoas vão voltar às suas rotinas, mas certamente haverá uma retenção das pessoas que eram sedentárias e continuarão treinando”, aponta. 

Ruivo pontuou alguns dos equipamentos e kits que podem ser usados neste período. O primeiro deles é o miniband. É um kit de quatro elásticos de resistência, com tensões diferentes para treinos de membros inferiores. “Avaliamos tanto pela acessibilidade pois é um item bem em conta, que custa R$ 60, e é muito bem visto pelos profissionais de Educação Física. Eles são bons para treinos de core, de ombro, escápula”, disse Luís. Ele citou o exemplo do profissional Marcelo Prata, que ativa diariamente videos com minibands por meio de lives. Com eles, é possível fazer um treino completo de forma divertida

Já as powerbands são maiores e com maior resistência. Se for um treino de musculação, elas são mais recomendadas, pois proporcionam mais resistência e mais carga. Um equipamento interessante e versátil, muito bem aceito, são as sandbags, com carga que varia de 10kg a 20kg, e alternativas de pegadas diferentes, tanto movimentos de levantamento olímpico, como movimentos isolados de malhação. Elas custam a partir de R$ 200. Outro equipamento popular é o colete de peso, que é vestido, mantém o centro de gravidade, adicionando carga e permite que você faça os mesmos movimentos que você já faria normalmente, só que vestindo esse colete. 

Uma dica muito importante que o empresário deu foi com relação à orientação. “É necessário manter a orientação de um especialista. Um treino errado por afetar a imunidade. A recomendação absoluta é de treinar de forma responsável e orientada durante a quarentena”, conclui. 

____________________________________

Diante da pandemia da Covid-19 que tomou conta de todo o mundo nas últimas semanas, nós da Agência descomplica resolvemos aproveitar essa oportunidade no nosso canal no instagram para fazermos lives diárias com nosso público. A ideia é estabelecer pontes, traçar caminhos de harmonia e diálogo com temas que não só dizem respeito à crise, empreendedorismo, pequenos negócios, mas também de como enfrentarmos esse momento de forma mais equilibrada, tanto financeiramente quanto fisicamente e psicologicamente. 

Gostou do texto? Então, confira o bate-papo completo com Luís “Ruivo” Teixeira, no nosso canal do YouTube. Compartilhe, espalhe essa mensagem! Quanto mais pessoas tiverem acesso, mais tranquila e bem informada será a quarentena de todos.  

Leave a Reply